III Congresso Iberoamericano de Educação Histórica, XI Seminário Internacional de Educação Histórica e XV Encontro do Laboratório de Pesquisa em Educação Histórica
Congressos
Início : Quarta-Feira 14 Novembro 2018, 11:00
Fim : Sábado 17 Novembro 2018, 11:00
Informação de contato

Reitoria UFPR - Rua Quinze de Novembro, 1299, Centro, Curitiba - Paraná
Email :
URL : https://doity.com.br/xv-anos-lapeduh
No aniversário de seus 15 anos, o Laboratório de Pesquisa Histórica (LAPEDUH) da Universidade Federal do Paraná (UFPR), com sede em Curitiba, receberá e organizará dois eventos internacionais em conjunto com o próprio encontro anual com a seguinte pauta: Temas Sociais Controversos e os Desafios da Educação Histórica.

O III Congresso Iberoamericano de Educação Histórica, o XI Seminário Internacional de Educação Histórica e o XV Encontro do Laboratório de Pesquisa Histórica (LAPEDUH - UFPR) promovem esse tema voltando-se para as abordagens de estudiosos nacionais e internacionais, do campo da Educação Histórica e destina-se a investigadores de todos os níveis, bem como a alunos do pós-graduação e graduação e professores de História, em geral.


O evento está sendo proposto, de modo específico, no âmbito de atividades relacionadas ao projeto "Metodologia de Ensino-Aprendizagem e Avaliação em Temas Sociais Controversos das Ciências Humanas e sua Contribuição para o Desenvolvimento Social", que reúne pesquisadores de 14 instituições nacionais e internacionais e teve seu mérito aprovado nos resultados da chamada CNPq/CHSSA-2016, considerado inovador e de grande relevância para o desenvolvimento científico e social do País. Está circunscrito, também, às atividades desenvolvidas no projeto “Indígenas, quilombolas e napalm: uma história da guerrilha do Vale do Ribeira”, aprovado pela CAPES no edital “Memória de Conflitos”, 2015-2019.


Todos os projetos em desenvolvimento e outros já desenvolvidos, sempre com o apoio da CAPES e/ou CNPq, estão circunscritos às atividades que vem sendo realizadas, desde 2003, pelo Laboratório de Pesquisa em Educação Histórica, do Programa de Pós-Graduação em Educação da UFPR-LAPEDUH/UFPR, coordenado pela Profa. Dra. Maria Auxiliadora Schmidt.


Propostas a partir de relações constituídas pela coordenadora, durante pós-doutorado em Portugal (Bolsa CAPES-2001), as atividades do LAPEDUH, de caráter eminentemente investigativo, foram se consolidando nacional e internacionalmente. Em 2014 o evento "Seminário Brasileiro de Educação Histórica" foi transformado em evento Internacional, também sendo criada a Associação Iberoamericana de Educação Histórica - AIPEHD (www.aipedhwordpress.com). Entre as atividades estão vários eventos de natureza internacional, apoiados pelo CNPq e pela CAPES, dentre os quais bolsas de mestrado, doutorado sanduíche e pós-doutorado da  coordenadora, muitos deles hoje desenvolvendo atividades como docentes e investigadores em Universidades onde criaram grupos de investigação na área da Educação Histórica.

Ademais, a CAPES e, particularmente o CNPq aprovaram a vinda de professores visitantes do exterior, seja de curta ou de longa duração, como do prof. Dr. Arthur Chapman/Universidade de Londres; Ivo Mattozzi/Universidade de Bolonha; Joaquim Prats/Universidade de Barcelona; Terrie Epstein/Universidade da cidade de Nova Iorque; Isabel Barca/Universidade do Porto; Olga Magalhães/Universidade de Évora; Ramón Facal/Universidade de Santiago de Compostela; Rafael Valls/Universidade de Valência; Sebastian Molina e Pedro Miralles/Universidade de Murcia; Bodo von Borries/Universidade de Bielefield. Cabe destacar ainda que, com apoio do CNPq, em 2015, o LAPEDUH propôs e o Conselho Universitário da UFPR aprovou, a concessão do título de professor doutor Honoris Causa, ao historiador e filósofo Jörn Rüsen – Un. de Bielefield, cujas obras são referências para as investigações no campo da Educação Histórica. Trata-se de um campo de investigação que se desenvolveu a partir da segunda metade do século XX e cujo espectro teórico e metodológico tem como foco a análise das ideias históricas presentes nos sujeitos do universo escolar, na cultura escolar e na cultura da escola, buscando um diálogo entre estes e a cultura histórica e tomando como referência a teoria e filosofia da História.


O recorte temático do evento está circunscrito às abordagens que vem sendo desenvolvidas pelos investigadores do campo da Educação Histórica, no Brasil e em diferentes países, face aos desafios da sociedade contemporânea, impostos pelas demandas advindas da problemática das identidades múltiplas, da alteridade, dos conflitos étnicos, raciais e outros, que podem ser lidos por diferentes óticas, como da “burdening history” (do alemão Bodo von Borries) e da história difícil (da historiadora americana Terrie Epstein), acolhidos pelo conceito de temas controversos da História.



Para confirmar se as oportunidades aqui mencionadas envolvem afastamento de funções e/ou certificação válida para progressão na carreira do quadro próprio do magistério, é preciso que a pessoa interessada consulte o Departamento de Recursos Humanos da Seed.


Disciplina - História -
http://historia.seed.pr.gov.br